A Alteridade Editora

Esperava-se que o Século XX fosse o grande momento da humanidade. A história preparava-se para coroar um mundo moderno que se pretendia livre de todo dogma e irracionalismos. Seria esse o momento em que a ciência se colocaria finalmente a serviço da humanidade. O ideal de progresso econômico e social podia, sim, realizar-se.

Todavia esse mesmo Século XX, que está aqui tão perto de nós no Livro da História, transformou-se na desilusão da modernidade, ficando marcado como o século da incompreensão, da intolerância, da dor e da desigualdade. O humano foi profundamente atingido em sua dignidade. Essa tragédia global foi a demonstração de força e de desprezo pelo outro, de seu início (Polônia, 1939) ao fim (Nagasaki, 1945). Para muitos a vida deixou de ter sentido.

A deslembrança da história não nos fará superar tudo isso. A reabilitação da humanidade não virá pelo esquecimento ou pelo folhear das páginas da História.

É preciso lembrar que o desenvolvimento econômico e social está associado às ideias de progresso moral, tolerância e respeito à humanidade daquele que é diferente de nós. É preciso reconhecer que a convivência pacífica entre povos de diferentes culturas, a harmonia no seio social e a proteção de nosso entorno ambiental são os ingredientes que possibilitam a vida e a perpetuação de nossa espécie.

Esses são os objetivos últimos da ALTERIDADE EDITORA: contribuir, juntamente com nossos autores, parceiros e leitores, para a construção do conhecimento voltado ao ser humano e à sustentabilidade de nosso Planeta.

Acreditamos que o conhecimento é fruto do diálogo e da compreensão do que se encontra ou pensa diferente de nós. Carregamos essa crença em nosso próprio nome.

Existimos na Alteridade porque é necessário aproximar o homem desse saber vital. Existimos porque esse projeto é possível e porque Deus nos chama a fazer parte dele.